ACONTECIMENTOS

DICAS

Chegou a hora de dormir – Dicas para um melhor sono do bebé

O sono é um processo fisiológico dinâmico, fundamental na saúde e desenvolvimento do bebé. As dificuldades com o sono constituem problemas frequentes na maternidade. Dormir bem, como outras aquisições do bebé, implica algum trabalho e investimento dos pais. Este esforço pode ser desgastante, mas é altamente compensatório.

O sono do bebé é diferente do de um adulto. Organiza-se em ciclos de duas fases que vão alternando entre si – sono activo e sono tranquilo. Os ciclos de sono são mais curtos, durando cerca de 50 minutos. O sono do bebé tende a iniciar-se por um período de sono activo (REM). Durante esta fase de sono, os bebés estão um pouco mais agitados, irrequietos e o sono é mais leve. O sono é mais fraccionado e composto de mais períodos de sono agitado que o sono dos adultos. Como consequência, é normal poder despertar quando se deita logo após adormecer, bem como despertar com mais facilidade e frequência.

Nos primeiros meses, dormir é a actividade em que os bebés empregam mais tempo. Um recém-nascido deve dormir cerca de 16 horas por dia (entre 14 e 20h), mas não necessariamente à noite. A quantidade de horas de sono reduz-se progressivamente ao longo dos primeiros anos de vida – de aproximadamente 15h pelos 6 meses, para 14h aos 12 meses e cerca de 12h pelos 3-4 anos de idade. Também os períodos de sono durante o dia vão diminuindo – 4h pelos 6 meses em 2-3 sestas; 2-3h aos 12 meses em 2 sestas, e 1-2h aos 18 meses numa sesta diurna. O período de sono diurno costuma permanecer até a criança ter 4 ou 5 anos.

Dormir a noite toda é uma preocupação frequente dos pais. Contudo, é essencial ter uma expectativa realista do que tal pode significar. Nos primeiros meses, os bebés não seguem um ritmo circadiano, não distinguem o dia e a noite. Obedecem a um ritmo biológico, regulado em períodos de 3-4 horas, marcado pela necessidade de alimentação. Progressivamente adquirem um ritmo dia/noite e compatibilizam os períodos de sono, refeição e momentos de interacção. Não é expectável que os bebés com 6 meses durmam 12 horas seguidas durante a noite. Se tal acontecer considere-se afortunado. Entre os 6 meses e o ano de idade, o mais habitual é existir um período de sono ininterrupto de 5-6h ou um período de sono de 8h com alguns despertares.

De modo geral, os bebés entre os 4 e 6 meses já distinguem a noite do dia, alimentam-se com menor frequência e permanecem em sono durante mais tempo. Neste momento, é possível adoptar algumas medidas que o ajudam a adormecer e a permanecer no sono. Antes de mais, lembre-se que o bebé não adormece enquanto não estiver relaxado, nem se sentir confortável e seguro.

Procure estabelecer uma rotina para que ele perceba que está na hora de dormir. Actividades relaxantes como o banho, vestir pijama, massagem, ler uma história ou uma música de embalar podem fazer parte desta rotina. A televisão não. A rotina em si não é relevante, significa apenas fazer o mesmo quando se aproxima a hora de dormir.

A rotina da noite deverá ser diferente da usada na hora da sesta, de modo a não confundir o bebé. À noite garanta que a casa está tranquila, silenciosa e que o ambiente é escuro. Nas sestas durante o dia, permita um pouco de luz e não hesite em fazer as tarefas da casa – um pouco de barulho não o vai perturbar. A temperatura ideal do quarto situa-se pelos 18-20ºC. Aborde as refeições nocturnas de modo diferente das diurnas. Durante o dia estimule o estado de alerta e a interacção com o bebé. À noite garanta que se mantêm funcionais e pouco perturbadoras.

Nos primeiros meses pode partilhar o quarto com os pais – é tranquilizador para ambos. Pelos 9 meses deve ser capaz de dormir em quarto próprio. Os bebés devem dormir de barriga voltada para cima. Permita que se faça acompanhar de um objecto de conforto, como um peluche ou uma manta. Ajuda-o a acalmar e na separação que possa sentir quando os pais saem do quarto. Ele decidirá o momento em que já não precisa dele.

Procure deitar o bebé antes de adormecer. Aprenda a reconhecer os sinais de que está com sono. Bocejar é o sinal mais óbvio, mas existem outros como um determinado tipo de choro, mexer na orelha ou esfregar os olhos. É importante deitá-lo quando está com sono mas ainda acordado. Desta forma, o bebé aprende a relaxar e adormecer sozinho. Vai-lhe ser útil para o resto da vida.

Saiba que, por vezes, vai protestar e chorar. Faça sentir a sua presença e segurança, sem lhe pegar imediatamente ao colo. Se despertar com choro, não acorra de imediato. Muitas vezes retomará o sono sozinho.

Seja persistente e consistente. As crianças sentem-se confortáveis com as rotinas e seguras quando conseguem prever o que irá acontecer. Pode demorar algum tempo, mas vai aprender a dormir sozinho, com recurso à dose certa de paciência, consistência, amor e carinho.

 

dr_marco_pereira

 

Dr. Marco Pereira
Pediatra